Fato

— Olha, uma vez eu li um cara, um escritor chamado Cesare Pavese, que dizia assim: “Ninguém se suicida por amor Suicida-se porque o amor, não importa qual seja, nos revela na nossa nudez, na nossa miséria, no nosso estado desarmado, no nosso nada “.
— E o que aconteceu com ele, esse tal Cesare?
— Se matou.
(silêncio)

Antípodas (Ovelhas Negras)

6 probleminha(as):

Anônimo disse...

GOSTEI

Baaah disse...

Nossa, que forte.
Eu acho que esse Cesare se viu na essência nua e crua e não conseguiu se ver viver para o tal amor.
E se tem uma coisa que eu não sei é se sucicídio é coragem ou a falta dela.
Memso assim continuo a acreditar quetudo é relativo...essa minha mania de ver psicologia em tudo.
=X
rss'.

Gostei muito de voltar aqui!=)
E eu pensei que já havia de sgeuido, quando eu vim na ultima vez, mas vi que não então estou te seguindo,ok?
Beijos.
=**

Ana's & cia disse...

ér tenso :X
rsrs.
vai saber ;]

Taynara Ambrósio disse...

HEAUEHAEUAEHAU
É forte, talvez o amor seja conturbado demais. adoreei o post

bjs :*

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Hum...

É que mesmo sem querer esse sentimento complica tudo. Ou torna tudo mais fácil?

:]

Gabriela Magalhaes disse...

um pouco dos dois, !