Enganar-se

Com a magia de Fazer o próximo encantar-se
Sozinho, vive uma realidade triste e obscura
Todos;
São enganados por palavras que escondem algo,
Criticando a sociedade juntamente com a união fazendo sorrir.
Seu nome é bobo,
Propriedade... da Corte.
Em seu rosto é visto marcas
Nessas marcas, a farça acontece.

Criado somente para alegrar,
É visto como um objeto de simples manipulação.
Com obrigações e deveres a cumprir...
Vive consigo uma eterna desventura.

Enganando, Faz sorrir.
Fingindo, Faz alegria surgir.
Mentindo, faz a palhaçada acontecer.

Nos seus trajes elegantes,
Retrata algo diferente,
Algo de sua pessoa.
Como se perguntasse,
Por quê vivo a mentir?
Por quê vivo a sofrer?

Por fora sorrindo.
Por dentro chorando.
Faz da vida uma mentira
Nada mais que a fantasia
De um mundo irreal

Poema feito por:
IgorSoares. #

2 probleminha(as):

Junior disse...

eita que massa,! (yy

Gabriela disse...

é siim, ;D'